Notícias

ASPAS promoveu palestra sobre tendências de consumo

34visualizações
⁠⁠⁠Foi um sucesso e muito produtiva a palestra “Tendências de consumo e estratégias para crescer em vendas, atrair e fidelizar o consumidor”, proferida pelo consultor Frederico Gorgulho ontem à noite (09), na sede da Associação Paraense de Supermercados – ASPAS, em parceria com o Projeto Arena Supermercadista. ⁠⁠⁠Foi um sucesso e muito produtiva a palestra “Tendências de consumo e estratégias para crescer em vendas, atrair e fidelizar o consumidor”, proferida pelo consultor Frederico Gorgulho ontem à noite (09), na sede da Associação Paraense de Supermercados – ASPAS, em parceria com o Projeto Arena Supermercadista. Voltada para supermercadistas, gerentes, encarregados, supervisores de micro, pequenas, médias e grandes empresas de supermercados do Pará, a palestra apresentou ao público táticas para aprimorar o atendimento se baseando nas necessidades do cliente em época de dificuldades econômicas e tendências de consumo. “Uma das principais coisas que se precisa ter em mente é que você deve sair na frente em vez de correr atrás”, disse Frederico Gorgulho, especialista com mais de 15 anos de experiência em gestão no setor de supermercados e autor do livro Estratégia de venda e motivação de equipes para supermercados, referindo-se ao que deve ser promovido nas lojas a fim de conquistar e fidelizar o cliente. “Hoje, o supermercadista deve pensar de outra forma, não mais apenas como empresário. É preciso ter o olhar de cliente. Assim perceberá as oportunidades e estratégias que existem, sem custo algum, para ganhar o cliente, como por exemplo, a forma de expor um produto na loja, sua localização, entre outros”, ensina, lembrando que a experiência positiva do cliente se refletirá na melhor propaganda existente até hoje para qualquer negócio: “Nada supera o boca a boca”, diz. Outro ponto de destaque para Gorgulho quando falamos de supermercados é não engessar a loja. “É preciso estar inserido no contexto do bairro, saber o que o público deseja, precisa, oferecer as comodidades e mimos que os moradores da área onde está aloja deseja. Isso vale pra todos os supermercados, mas principalmente para as grandes redes. Ter um padrão de loja é perfeito, mas o mix de produtos deve estar de acordo com o público de cada local, se é mais voltado à terceira idade, se é mais festeiro, se são compras rápidas e assim por diante”, ensina. E falando do futuro do supermercado brasileiro, Frederico Gorgulho é bem direto. “Esse é um dos setores mais estáveis da economia. É claro que recebe sequelas das crises econômicas, mas sofre menos que outros setores. Sua evolução é bem gradual. Por isso que as vendas virtuais, por exemplo, feitas em site ou aplicativo, ainda estão em fase embrionária por aqui. Os aplicativos vêm para ajudar a maximizar a venda, porém o brasileiro ainda é muito sinestésico, precisa tocar, selecionar, escolher o que vai comer. Por conta disso que fazer supermercado ainda é uma experiência física, na loja”, completa. OPORTUNIDADE O presidente da Aspas, Jorge Portugal, ressalta que a iniciativa de promover o aprendizado e aprimoramento do setor é uma preocupação constante da entidade. “Temos buscado oferecer qualificação em várias áreas de atuação nos supermercados. Isso é importante para o crescimento das empresas associadas e torna o setor cada vez mais fortalecido”, diz. Para participar da palestra, cada participante doou 5 quilos de alimentos não perecíveis, que serão entregues ao Lar Cordeirinhos de Deus, entidade beneficente que atende crianças. No total foram arrecadados mais de 250 quilos de alimentos.

Leave a Response