ASPAS e Governo do Pará assinam termo de adesão ao Programa Primeiro Ofício

ASPAS e Governo do Pará assinam termo de adesão ao Programa Primeiro Ofício

A Associação Paraense de Supermercados – ASPAS, através de 12 empresas associadas, aderiu ao Programa Primeiro Ofício, instituído pelo Governo do Estado pelo Decreto 314, de 20 de setembro de 2019, para o desenvolvimento de ações que envolvam ou forneçam a inserção de jovens de 14 a 24 anos em situação de vulnerabilidade social no mercado de trabalho.

“Hoje, nós alcançamos um importante patamar. O de mobilizar um grande segmento de nossa economia para ser o grande parceiro no chamamento de grandes conveniências, entre elas o de prestigiar os talentos de nossa juventude, e também o de assumir a responsabilidade social em garantir emprego e renda. Nós entendemos que este programa, sobre o aspecto do seu conceito, está emoldurado sob uma causa essencial, a de proteção à nossa juventude, e essa proteção se dá a partir da inclusão educacional. Se nós não conseguirmos, no trilhar da vida desses jovens, oferecer uma janela de oportunidade para que o mesmo possa se enxergar e a partir do seu talento, gerar uma ocupação, uma profissão, grande será o risco de perder este jovem para o mundo da violência e das drogas. Por isso, o Primeiro Ofício só se torna efetivo se houver a parceria e adesão do setor empresarial”, pontuou o Governador.

O Programa Primeiro Ofício é gerenciado pela Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) e deve inserir um expressivo número de jovens de 14 a 24 anos no mercado de trabalho através das mais de 40 lojas supermercadistas pertencentes aos associados que aderiram ao Programa.

O presidente da ASPAS, Jorge Portugal, afirmou, em seu discurso no evento, o compromisso com a inserção de jovens em equipes de trabalho das mais diversas redes de supermercado. “Hoje (segunda, 27), 12 empresas assinam o termo, mas temos a certeza que, em breve, outras devem aderir. Temos envolvido empresas não só dá região metropolitana, mas também de todo o Estado. Nós percebemos a preocupação deste governo com aqueles que mais precisam, em especial durante a pandemia. Aqui temos apoio e incentivo para que trabalhássemos e não faltassem alimentos à população. Por isso, assumimos o compromisso em contribuir na geração de oportunidades àqueles que estão em situações mais vulneráveis, entre eles os nossos jovens”.

Além de promover a inclusão social e diminuir os índices de violência, a iniciativa garante cidadania e a execução da Lei de Aprendizagem (Lei 10.097/2000), que determina que empresas de médio e grande porte devem preencher a cota de aprendizes fixada entre 5%, no mínimo, e 15%, no máximo, de acordo com o total de empregados.  “Nós estamos avançando em mais um grande passo deste programa. O primeiro ofício é a parte do jovem aprendiz e se baseia em uma lei federal que determina que toda empresa que possui sete funcionários ou mais deve cumprir a cota de aprendizes, logo esta inciativa reafirma o compromisso com a geração de emprego e renda, mas também garante que a lei se cumpra. Que todos nós, durante o nosso dia-a-dia trabalhemos por este préstimo e por esta garantia”, reforçou o titular da Seaster, Inocencio Gasparim.

Além de promover a inclusão social e diminuir os índices de violência, a iniciativa garante cidadania e a execução da Lei de Aprendizagem (Lei 10.097/2000), que determina que empresas de médio e grande porte devem preencher a cota de aprendizes fixada entre 5%, no mínimo, e 15%, no máximo, de acordo com o total de empregados.

 “Nós estamos avançando em mais um grande passo deste programa. O primeiro ofício é a parte do jovem aprendiz e se baseia em uma lei federal que determina que toda empresa que possui sete funcionários ou mais deve cumprir a cota de aprendizes, logo esta inciativa reafirma o compromisso com a geração de emprego e renda, mas também garante que a lei se cumpra. Que todos nós, durante o nosso dia-a-dia trabalhemos por este préstimo e por esta garantia”, reforçou o titular da Seaster, Inocencio Gasparim.

O intuito é reforçar o compromisso com políticas públicas voltadas à juventude paraense, em especial os mais vulneráveis, e por ser um dos setores que mais emprega em todo o Estado, o Governador Helder Barbalho firmou esse compromisso com a Aspas nesta segunda-feira (27), no Palácio de Governo, reunindo as redes de supermercados Armazém, Cesta Básica, Cidade, DuBairro, Econômico, Formosa, Mais Barato, Mateus, Portugal, Preço Baixo, São Geraldo e Yamada.