SuperNorte – 2018

SuperNorte 2018 destacou a diversidade de produtos e serviços nos supermercados

Maior feira supermercadista da Região Norte, a SuperNorte chegou à sua 21ª edição em 2018. Congregando toda a cadeia do abastecimento varejista (indústrias, produtores rurais, representantes, distribuidores e empresários do autosserviço), a Convenção de Supermercados e Fornecedores do Norte reuniu em Belém, no Hangar Convenção e Feiras da Amazônia, de 10 a 12 de outubro, supermercadistas do Pará, de outros estados brasileiros em torno da programação que privilegiou a troca de conhecimento e geração de negócios.

Apoiada no tema “A diversidade está aqui”, a SuperNorte chamou a atenção para a nova realidade de quem atua no setor, que é garantir ao consumidor a oferta de diversos serviços e produtos em um mesmo espaço, como farmácia, magazine, lotérica, salão de beleza, etc. “Os supermercados foram se reinventando ao longo dos anos. Foi assim que nos tornamos um centro de compras onde o cliente tem mix variado de produtos em todas as categorias, além de agregarmos diversos serviços que facilitam a vida dos clientes”, disse Jorge Portugal, presidente da Associação Paraense de Supermercados, organizadora da convenção ao lado das associações regionais do Amapá, Maranhão, Amazonas e Roraima.

Com cerca de 250 marcas representadas e mais de 70 expositores de produtos, serviços e tecnologias para supermercados, magazines e outros segmentos do varejo, a SuperNorte movimentou em torno de R$ 30 milhões em negócios, e levou para o Hangar um público de aproximadamente 25 mil visitantes. “Tivemos uma feira mais centrada em fechamento de contratos, além do foco no relacionamento”, destacou o presidente Portugal.

Na feira de produtos, serviços e tecnologias, uma novidade foi o Minimercado Modelo, montado no Estado Sebrae, onde o visitante encontrou uma área de experiências como se estivesse em um minimercado real, com produtos e tendências do mercado, além de consultorias com atendimento personalizado ao empreendedor com orientações específicas do segmento. “O pequeno supermercado é tendência do mercado. Nas grandes cidades já estamos vendo lojas menores, as lojas de bairro. E é oportunidade de negócio também para empreendedores de cidades do interior com menor porte econômico”, disse Portugal.

A programação de palestras trouxe a Belém o escritor Clóvis de Barros Filho, o consultor em vendas André Ortiz e o jornalista político Gerson Camarotti.

NÚMEROS

90 Expositores

R$ 30 milhões de negócios gerados

25 mil visitantes